[Resenha] Delirium, de Lauren Oliver (book tour)


Como começar uma resenha de um livro tão diferente? ” Difícil, sem dúvidas. Delirium é mais um livro distópico, uma moda que vem se alastrando pelos young adults com uma velocidade impressionante. Mas será mesmo que ele é só mais um em meio a uma multidão? Não. Pra começar, qualquer livro distópico merece ser lido, porque possui elementos muito interessantes (vi outro dia esse post no Garota das Letras sobre por que você deve ler distópicos e achei bem legal    clique aqui para ver): criatividade, faz você pensar... São tantos. E exatamente por isso são tão bons. Então, já vale (e muito!) a pena ler.

Vamos por partes. Pra começar, eu tenho que dizer: me diz, que livro que você já leu em que o AMOR é uma doença? Eu não me lembro de nenhum! Achei essa proposta tão legal e nada a ver quando vi esse livro pela primeira vez que só por isso já queria ler. Afinal, é diferente você ver um sentimento que sempre é posto em primeiro lugar, que conduz vários livros, com outra visão, sendo tratado como a peste negra (OH, estou histórica hoje). Enfim. Já dou meus parabéns a Lauren só por causa disso.

O modo como a história é conduzida também é ótimo! Eu li o livro lentamente, mas posso te dizer: foi por falta de tempo! Ele tem um ritmo legal, não é corrido nem lento demais. Tem ação, tem romance, tem até mistério. Ele tem potencial. E esse potencial é alcançado durante o livro. Os personagens principais são cativantes, ou se esforçam para ter alguma base, alguma coisa para que você acabe se lembrando deles. Lena, a protagonista, é até que bem legal. Pra falar a verdade, eu me identifiquei com ela. Primeiro, pelos aspectos físicos: ambas somos baixinhas, ambas somos garotas comuns. Depois, pelo modo como ela pensava. Eu acabava torcendo por ela, torcendo para que ela se desse bem... O que é raro. Geralmente as protagonistas de YA são insuportáveis, ou beiram o normal. E a história criada em volta de Lena também é muito boa! Foi justamente uma das coisas mais legais do livro. O jeito como a sua família se comporta, como pensa, como Lena tenta se adequar a eles... É tudo tão bem conectado! E nem tenho que dizer que adorei a Gracie, a prima da Lena, né? 

Mas eu não falei da melhor parte desse livro. Dos distópicos num geral, para falar a verdade. A sociedade, cara! Afinal, não adianta nada ótimos personagens e um plano de fundo malconstruído, não é mesmo? E nisso, pode ter certeza, a Lauren não me desapontou. Claro que não ficou nada extremamente explicado, afinal é uma trilogia e tal, mas ela explicou o suficiente para me deixar bem curiosa com a continuação (bem curiosa uma ova, eu tô é desesperada!!!). Não vou falar muito dos aspectos da tal sociedade porque o divertido é você ir vendo e entendendo como ela funciona.

Ah, no começo do livro eu lembrei um pouco de Matched. Ambas as sociedades têm aspectos parecidos, mas em alguns pontos, eu gostei mais da criada pela Lauren. Ok, ok, fica muito difícil escolher, porque, como comentei no começo, toda sociedade distópica é legal (de se ler, não de se viver, fique claro isso!). Mas a Lena e a Cassia são bem diferentes. Os livros são bem diferentes, têm situações diferentes. Em Delirium, a autora se foca mais nos mistérios, no romance proibido (ao mesmo tempo eu achei que em Matched tem mais romance...), etc. São tão diferentes, mas ao mesmo tempo têm ligação, entende?

De qualquer forma, eu adorei esse livro. Mais ainda que Matched. Tá pertinho de alcançar Jogos Vorazes, na verdade! Eu sei que eu não comentei sobre alguns personagens bem importantes, mas como eu tento soltar ao mínimo spoilers, decidi que só vou comentar sobre a Lena e sua família. Que vocês descubram por si próprios os outros! KKK

Finalizando: se você ainda não leu esse livro e sabe ler em inglês, O QUE TÁ ESPERANDO? Vai lá, compra o seu exemplar e aproveita e compra um pra mim! Prometo, você não vai se arrepender. O inglês é fácil, flui bem e não precisa ser nenhum gênio dessa língua para entender (Exemplo: eu não sou). Se você não sabe ler em inglês, não tem certeza ou não quer se arriscar, fique calmo. A Intrínseca, que já lançou Antes que eu vá, da Lauren também, esse ano, já confirmou que vai lançar Delirium também. Então, quando lançar, você compra e lê (e compra um pra mim também né)! 

Só pra fechar legal: eu amei esse livro. E amar é proibido em Delirium, lembram?

P.S.: Só eu que amei a sacada da Lauren criando o Book of Shhh (Health and Happiness Handbook)? Sério, adoro esses detalhezinhos!

+ Favorito
(Cinco estrelas)


Autor(a): Lauren Oliver
Editora: Harper Teen (selo da Harper Collins)
Ano: 2011 (Estados Unidos)
Páginas: 441 (Estados Unidos    edição hardcoverl)
Nome original: - 
Coleção: Delirium







Book Blog Tour: Delirium

Um comentário:

  1. Oii. Adorei sua resenha, ela explicou bastante sobre o livro. Nunca tinha visto um em que o amor é considerado uma doença e que os jovens ainda precisem ser curados dela antes que o problema se alastre.

    Fiquei feliz em saber que ele será lançado no Brasil porque eu sinceramente não tenho paciência para tentar ler 441 páginas em inglês.Se tiver a oportunidade de ler quando lançar, tô dentro.

    Pode dar uma passadinha no meu blog? :)
    http://castanhadechocolate.blogspot.com

    Bjs.
    Anna
    @CastanhaChoc

    ResponderExcluir

Comente aqui o que achou da postagem. Não seja tímido, pode falar o que vier a cabeça (desde que não seja coisas, você sabe, idiotas, racistas, etc).
Aproveite.