Retrospectiva Literária 2011!


Pois é, estamos de volta, gente! Parece que foi outro dia que eu estava me organizando de postar isso, de viajar, de ganhar presentes... Mas já passou um ano! Vamos ver o que aconteceu esse ano, então? ;D

--------
Regrinhas / Informações:

Na Retrospectiva Literária 2011 vamos descobrir o que andou rolando de melhor na blogosfera literária, vamos planejar as nossas metas para 2012 e vamos conhecer muitos blogs interessantes! :)

Para participar é mais fácil do que tirar doce de criança:
  • É só deixar um comentário nesta postagem, com o seu nome (ou nick que usa na internet), link e título do seu seu blog
  • As inscrições poderão ser feitas até o dia 29 de dezembro
  • Conforme vocês forem dizendo que querem participar, vou atualizando o post... Vou colocar o nome ou nick da pessoa e o endereço do seu blog aqui. Desta forma, vocês divulgam os seus blogs, tem a oportunidade de conhecer outros blogueiros e ficam por dentro das leituras mais marcantes de 2011.
  • Todos deverão criar um post no dia 30 de dezembro com as suas respostas! (escolhi o dia 30 porque acho que a maioria vai viajar dia 31 ou vão estar tomando trago, então é melhor deixar a postagem garantida ;p)


RETROSPECTIVA LITERÁRIA 2011

O livro infanto-juvenil que mais gostei: Sem dúvida alguma, Como treinar seu dragão conquistou esse posto. É uma leitura leve, fofa e maravilhosa. Uma pena mesmo é eu não ter a coleção completa =/.

A aventura que me tirou o fôlego: Bem, bem... Se Cidade dos Ossos (Cassandra Clare) ou Interligados (Gena Showalter) forem considerados aventuras... Eles certamente estão aí! Amei muito cada um deles, tinha altas expectativas e elas foram superadas!!!

O terror que me deixou sem dormir: Como eu não li nenhum livro de terror mesmo, então fico com... Err... Bem, O concorrente, do Stephen King. Gostei da história bastante e o final sem dúvidas foi muito WTF.

O suspense mais eletrizante: *momento dúvida* Escolho O misterioso caso de Styles (Agatha Christie) ou, novamente, O concorrente (Stephen King)? Os dois foram muito eletrizantes e tiveram finais inesperados. Indico!

O romance que me fez suspirar: Com certeza essa seção será enorme... Deixe-me pensar. Temos 
5) Fazendo meu Filme (a série toda    Paula Pimenta), um romance do dia-a-dia que me fez roer as unhas de ansiedade e devorar os três livros; 
6) Calafrio (Maggie Stiefvater), fofo, lindo e que tirou os meus "pré-conceitos" sobre lobisomens; 
7) Cidade dos Ossos (Cassandra Clare), que, apesar de não focar muito no romance, certamente me fez suspirar (Oi, Jace!); 
8) Todas as estrelas do céu (Enderson Rafael), que foi surpreendente e, literalmente, me fez ler até de madrugada; 
9) Como se livrar de um vampiro apaixonado (Beth Fantaskey) não recebeu a nota máxima, mas os personagens me fizeram sorrir e chorar e suspirar né muito; 
10) Julieta Imortal (Stacey Jay), que recontou de uma maneira lindinha o clássico; 
11) Qual seu número? (Karyin Bosnak), que me fez sorrir e suspirar ao mesmo tempo com as loucuras que Delilah faz "por amor"...
E, finalmente, os três vencedores:
  1. Anna e o beijo francês (Stephanie Perkins), FOFO, FOFO, FOFO, MEIGO E TOTALMENTE INCRÍVEL. (SIM, ele merece Caps Lock!)
  2. O céu está em todo lugar (Jandy Nelson), lindo, triste, de quebrar o coração e totalmente marcante.
  3. Delirium (Lauren Oliver), distópico, legal, diferente e romântico como os clássicos.
  4. *Jogos Vorazes (Suzanne Collins) não está em primeiro porque não é romance, mas como tem romance, merece ficar aqui. Isso fez sentido?*
A saga que me conquistou: Bom, pra essa indicação, tentarei ser o máximo possível justa e- Esqueça. Vou surtar e ser fan girl do mesmo jeito (e sim, há sagas que me conquistam mesmo que eu tenha lido apenas um livro)
4) Como treinar seu dragão (Cressida Cowell);
5) Guardians (Luciane Rangel);
6) Delirium (Lauren Oliver);
7) Linhas (Sophia Bennet);
8) Pretty Little Liars (Sarah Shepard);
9) Aden Stone (ou Interligados) (Gena Showalter);
10) Os lobos de Mercy Falls (Maggie Stiefvater).
Esses foram os que receberam "menção honrosa" (muito honrosa mesmo, PARABÉNS!). E, agora, os três melhores... *rufando os tambores*
  1. Jogos Vorazes (Suzanne Collins), que me conquistou totalmente. Com seu jeito forte e decidido, Katniss mostrou porque uma boa protagonista faz toda a diferença.
  2. Fazendo meu Filme (Paula Pimenta), que conseguiu fazer com que eu me apaixonasse mais e mais a cada volume lido (e me fez comprar os três de uma vez num impulso consumista).
  3. Os Instrumentos Mortais (Cassandra Clare), que fez com que eu comprovasse: de fato, essa série é foda. É doida, é misturada, é maluquinha e teve um final muito, muito surpreendente.
O clássico que me marcou: O único clássico que li foi Amor de perdição (Camilo Castelo Branco), que não me marcou. Então, fica em branco. MAS 2012 TÁ AÍ, PESSOAS.

O livro que me fez refletir:
Outro que possue mais do que um livro, e todos muito merecidamente indicados/premiados.
1) Jogos Vorazes (Suzanne Collins), sem "mas". Simplesmente me fez parar e pensar aonde nós vamos parar...
2) A vida em tons de cinza (Ruta Sepetys), porque foi algo tão triste e doloroso, mas ao mesmo tempo tão maravilhoso e incrível que... Ele simplesmente me fez pensar nas pessoas e como elas sofrem pelos seus princípios.
3) O céu está em todo lugar (Jandy Nelson), que me fez pensar em quanto valorizamos nossa família e que, num dia qualquer, nós podemos perdê-la (e nos perdemos junto).
4) Linhas (Sophia Bennet), porque além de ser um livro fofo e divertido, não é só uma leitura "descompromissada". Faz a gente querer se mover, mudar, ajudar.
5) Todas as estrelas do céu (Enderson Rafael), por me fazer pensar o que fazemos e o que estamos dispostos a fazer por amor.

O livro que me fez rir: Ahh, foram bastantes, até. Cada um do seu jeitinho.
1) Qual seu número? (Karyin Bosnak);
2) It started with a dare (Lindsay Faith Rech);
3) Querido Diário Otário #10 (Jim Benton);
4) Guardians (Luciane Rangel);
5) Como se livrar de um vampiro apaixonado (Beth Fantaskey);
6) Pobre não tem sorte (Leila Rego).

O livro que me fez chorar: Ah, não sou tão manteiga derretida, mas que alguns quebram nossos corações, AH SE QUEBRAM.
1) A vida em tons de cinza (Ruta Sepetys);
2) Todas as estrelas do céu (Enderson Rafael);
3) O céu está em todo lugar (Jandy Nelson);
4) Jogos Vorazes (Suzanne Collins);
5) Delirium (Lauren Oliver);
6) Fazendo meu filme (Paula Pimenta).

O melhor livro de fantasia: O que é fantasia? Honestamente, o que podemos considerar "fantasia? Tudo que envolve o sobrenatural? Ou outra coisa? Hum...
1) Guardians (Luciane Rangel);
2) Kimaera: dois mundos (Helena Gomes);
3) Cidade dos Ossos (Cassandra Clare);
4) A pirâmide vermelha (Rick Riordan).

O livro que me decepcionou: Strange Angels, de Lili St. Crow. Não foi horrível, mas simplesmente... foi bem menos legal do que eu esperava.

O livro que me surpreendeu: Bem, são alguns.
1) A vida em tons de cinza (Ruta Sepetys);
2) Guardians (Luciane Rangel);
3) Julieta Imortal (Stacey Jay);
4) A hospedeira (Stephenie Meyer);
5) Linhas (Sophia Bennet);
6) Todas as estrelas do céu (Enderson Rafael);
7) Kimaera: dois mundos (Helena Gomez);
8) Draco Saga: o despertar (Fábio Guolo);
9) Teia Virtual (Carlos Eduardo R. Bonito);
10) O concorrente (Stephen King);
11) Meu Tio (Jean-Claude Carrière);
12) As brumas de Avalon #1: A senhora da magia (Marion Z. Bradley);
13) A dama do lago (Raymond Chandler);
14) Leo e as caixas de música (Ricardo Prado).

A frase que não saiu da minha cabeça: Ok, então eu não tô lembrando de nenhuma... Então vou pegar um quote de O céu está em todo lugar.

“Esta é a nossa história, ele diz, usando seu tom de Dez Mandamentos, e é assim que entendo: profundamente. Pode-se pensar que, pelo fato de ler tanto, eu já teria imaginado isso antes, mas não me ocorreu. Nunca fantasiei essa interpretação a respeito de minha vida. Sempre me senti parte de uma narrativa, mas não como autora dela, ou como se tivesse algo a contar sobre ela, qualquer que fosse.
Você pode contar a sua história da maldita maneira que quiser.

É o seu solo.” 
(pág. 287)

O (a) personagem do ano: Katniss, de Jogos Vorazes (Suzanne Collins). SEM MAIS.

O casal do ano: Caramba, são tantos casais fofos e incríveis! Mas quem merece esse posto mesmo é Anna e o Étienne St. Clair, de Anna e o beijo francês (Stephanie Perkins). Nem penso muito porque senão vou querer colocar uns cinco casais.

O (a) autor (a) revelação: Ah, não resisto. Luciane Rangel e Enderson Rafael. Desculpa! Tive que escolher um a mais! Mas pelo menos foi uma autora e um autor né? (Lembrando: é autor revelação, ok? Senão teria ainda mais autores...)

O melhor livro nacional: Guardians, da Luciane Rangel ou Todas as estrelas do céu, do Enderson Rafael ou Fazendo meu filme, da Paula Pimenta ou Kimaera: dois mundos (Helena Gomes) ou Pobre não tem sorte, da Leila Rego? Deixo pra vocês essa decisão haha.

O melhor livro que li em 2011:  JOGOS VORAZES, BABY! E em segundo, ANNA E O BEIJO FRANCÊS! E em terceiro, A VIDA EM TONS DE CINZA! (ainda vou fazer um post com um "Top 10 melhores livros de 2011).

Li em 2011...: 74 livros (e contando!)

A minha meta para 2012 é...: Como vou começar o colegial e todo aquela blá blá blá, vou pôr uma meta relativamente baixa, 60 livrinhos.

~ LISTA FEITA EM 18 DE DEZEMBRO DE 2011, SUJEITA À MODIFICAÇÕES ~

E você? Já fez a retrospectiva? Não? Tá esperando o quê? APROVEITA, MANOLO!

Um comentário:

  1. fica difícil escolher só um livro, gostei muito da sua retrospectiva literária como vc mesma disse cidade dos ossos não foca muito no romance mas o Jace é um cara que faz todas suspirar, tbm gostei muito de calafrio deixei o preconceito com lobos de lado e ainda não li delirium estou esperando o livro chegar no brasil

    ResponderExcluir

Comente aqui o que achou da postagem. Não seja tímido, pode falar o que vier a cabeça (desde que não seja coisas, você sabe, idiotas, racistas, etc).
Aproveite.