[Resenha] Matched, de Ally Condie (Book Tour)


Finalmente, a resenha de algum livro! Confesso que eu estive em uma meio que ressaca literária essas semanas, tudo culpa de quem? Dezesseis Luas! Ok, quando [e se] tiver resenha do mesmo, eu falo direitinho. Agora, eu quero falar especificamente sobre esse livro - não tão especificamente, vou dar uns comentários sobre livros parecidos, etc.

Tudo é perfeito na vida de Cassia, até mesmo o seu "Match" é a escolha certa: Xander. Ela sempre acreditou na Society/Sociedade de olhos fechados, assim como todos os demais acreditavam que a mesma sabia de tudo, escolhia o melhor sempre... É quase como se ela aceitasse qualquer coisa que a mesma impusesse, porque desde que nasceu foi criada pra pensar assim.

Mas tudo muda quando, ao querer ver o "card" com as informações de Xander - que na verdade ela já conhecia, afinal, cresceram juntos -, ela vê outra pessoa: Ky. Tudo no seu mundo começa a girar, a perder controle, a se tornar algo que ela nunca imaginaria que aconteceu.

O livro nos mostra a lenta mudança em Cassia, de alguém que não pensa por si mesma, para alguém que questiona tudo ao seu redor. Em parte, isso se deve a Ky, que é um balde de água nela, abrindo seus olhos. Seu avô também a faz pensar e, na verdade, é o que causa grande parte da iniciativa dela de se questionar.

Cassia é uma personagem forte, mas ao mesmo tempo é muito parada... Não sei ao certo explicar. O livro é bom, mas não tem tanta ação quanto pensei que teria, na verdade grande parte dele é Cassia se questinando, questionando os pais, amigos, etc. Ky não me atraiu de verdade, ele é um personagem legal, mas nada de mais... Ainda não sei se gosto do "romance" deles, achei que foi um pouco manipulado pela Society/Sociedade! Xander também ficou no meio-termo... No começo, achei que ia ser totalmente Team Xander, mas no final as coisas ficam empatadas. Ele não aparece muito - mesmo porque a Cassia ao que parece não passa muito tempo com ele -, mas é um personagem essencial do mesmo jeito e é por isso que espero que ele faça alguma coisa pra tentar tê-la de volta, sei lá... Um dos que mais gostei foi o avô de Cassia, o achei bem interessante, uma pena que ele só apareceu no começo, mas, ao mesmo tempo, é uma peça-chave na história. Ele mostra a Cassia tudo que ela pode ser, tudo que ela pode ter. E isso influencia muito a garota, que - diferente de muitas outras, ela mesma fala isso - tem uma relação muito próxima com ele, a quem confia tudo (ou confiava). 

Os pais dela e seu irmão - que é um fofo, diga-se de passagem! *_* - são personagens secundários, mas também tem sua parte. Na verdade, em cada pedaço do livro um ganha uma importância - para mim - inesperada.

O desfecho não foi dos melhores, certo, mas estou curiosa em relação a Crossed, porque Matched foi bem introdutório na minha opinião, deixou vários ganchos. Mas em relação ainda ao desfecho, confesso que foi um pouco inesperado! Tipo, "how come?".

Agora, falando sobre essa moda distópica que vem tomando conta das livrarias, eu vejo bastante familiariedade entre esse e vários outros livros, como Feios (ainda não li, mas só pelas resenhas dá pra notar), Jogos Vorazes e outros. Sociedades controladoras, personagens que tem suas crenças abaladas (não tanto em JV), dúvida entre dois amores... No entanto, cada um tem seu jeitinho e vale a pena lê-los, pelo menos pra sair com a cabeça um pouco melhor, um pouco mais conscientizada.

O inglês, aliás, é bem fácil, eu li o livro sem grandes dificuldades, tirando uma ou outra palavra que não estava no meu vocabulário. Não indico pra quem está se "iniciando" no inglês, mas ao mesmo tempo não precisa ser muito evoluído no mesmo para lê-lo (eu, por exemplo, não sou uma excelência nele).

E que venha Crossed! o/

P.S.: gostaram desse tipo de resenha, dando minha opinião e uma nota geral? Eu achei que ficou melhor, mas o que vocês acharam? ;)

Nota geral: 9,0

Autor(a): Ally Condie
Editora: Dutton
Ano: 2010 (EUA)
Págs: 366
Nome original: -
Coleção: Matched, #1

3 comentários:

  1. Ei Isa!
    Confesso que não fiquei muito animada com a história não, lendo a sinopse eu tb esperava que fosse ter mais ação e se o desfecho não foi um dos melhores fico tentada a deixar para lá...kkk
    Eu gostei da resenha assim ^^
    Bjins

    ResponderExcluir
  2. Adorei sua resenha. Você comentou sobre um fato que eu também andei reparando. Vários autores têm escrito livros futuristas e em todos eles há essa sociedade controladora. É como se a maior parte das pessoas realmente acreditasse que é assim que vai ser daqui uns anos. Achei bem interessante você ter comentado sobre isso.
    Beijão

    ResponderExcluir
  3. AhhH!

    Descordo de você em alguns pontos, eu acho a temática bem bacana, mas Destino é um livro muito parado, pra quem gosta é um prato de mão cheia, já eu achei ele meio paradinho!

    Bjinhos
    Psiu!
    www.SilencioQueEuToLendo.com.br

    ResponderExcluir

Comente aqui o que achou da postagem. Não seja tímido, pode falar o que vier a cabeça (desde que não seja coisas, você sabe, idiotas, racistas, etc).
Aproveite.