Na Pilha #22

O "Na Pilha" é um meme aonde eu mostro meus últimos desejos literários (geralmente os Internacionais) que eu acho no Skoob, no GoodReads, na Amazon, no Book Depository, em blogs internacionais e daqui... ;) (Totalmente inspirado no meme de mesmo nome da Carol!)

Nossa, que edição difícil! Tive que "escavar" para achar livros nacionais que eu realmente quisesse... Porque eu sempre tento evitar continuações, então minhas opções ficam mais reduzidas. Mas finalmente escolhi. Um é um desejado "novo", os outros são    ao que parece    eternos desejos. Mas vamos à brincadeira? haha

Century #1: o anel de fogo, de P.D. Baccalario.
O Anel de Fogo é o primeiro livro de uma série fascinante. A coleção Century é um grande sucesso de vendas na Itália e Estados Unidos e será publicada em outros 12 países. Você não vai conseguir parar de ler! Um erro nas reservas de um hotel forçou quatro jovens que nunca se viram antes a dividir um quarto de hotel. Foi assim que a italiana Elettra, o americano Harvey, o chinês Sheng e a francesa Mistral se conheceram naquela noite de nevasca em Roma. Ao saírem para explorar a cidade, os quatro encontraram um desconhecido que entregou uma maleta para Elettra. Dentro dela, havia informações sobre um artefato único e poderoso - o Anel de Fogo. Fascinados, eles começaram a buscar pistas que os levassem a esse intrigante objeto. Só que eles não eram os únicos que desejavam encontrar o anel. O impiedoso Jacob Mahler estava disposto a eliminar qualquer um que que se interpusesse entre ele e a joia. Mas o que o Anel de Fogo tinha de tão especial?

Por que quero ler? Porque tem aventura, people! Pra quem não sabe, eu amo tanto aventura quanto romance. Vou confessar que a primeira vez que vi esse livro não senti nada dessa vibe de "série fascinante", mas foi só eu ler a sinopse que... PESSOAL, quatro adolescentes vivendo (temporariamente) no mesmo teto? E cada um de uma nacionalidade? Ah, eu adooooro isso! Enfim. Taí um presentinho de natal ótimo e não muito caro.

Como viver eternamente, de Sally Nicholls.
Sam ama fatos. Ele é curioso sobre óvnis, filmes de terror, fantasmas, ciências e como é beijar uma garota. Como ele tem leucemia, ele quer saber fatos sobre a morte. Sam precisa de respostas das perguntas que ninguém quer responder. "Como Viver Eternamente", é o primeiro romance de uma extraordinária e talentosa jovem autora. Engraçado e honesto, este é um livro poderoso e comovente, que você não pode deixar de ler. A autora tem apenas 23 anos e embora seja seu primeiro livro, ele está sendo lançado em 19 países, dirigido a crianças, adolescentes e adultos. 

Por que quero ler? Porque, bem... A história parece ser tão linda. Sério, não acho outra palavra para a minha sensação sobre esse livro. Acho a capa muito bonita (tirando a parte "sucesso internacional") e quando vi pela primeira vez na livraria, eu achei tão fofo! Tá certo, eu tenho um certo gosto por histórias tristes desse estilo, mas, gente, ver o mundo pelos olhos de uma criança    porque pelo que entendi, Sam é uma    é magnífico. Ahhh, vocês entendem né?

Três Metros Acima do Céu, de Federico Moccia.
A paixão do mais improvável dos casais, Babi, uma patricinha de Roma, e Step, um motoqueiro bad boy, é a trama de Três Metros Acima do Céu , um romance que conquistou a juventude italiana, a ponto de, durante anos, circular em cópias xerocadas entre os leitores. Para viver o primeiro amor com toda sua intensidade, os protagonistas tentam se modificar, enquanto enfrentam a oposição da família da menina, o estranhamento dos amigos, as dificuldades de acertar o próprio relacionamento e de amadurecer. 
Babi, a excelente aluna de boa família, assusta os pais ao deixar de obedecer cegamente às convenções que até então regulavam sua existência, enquanto Step se surpreende ao perceber que o amor vai obrigá-lo a abandonar velhos hábitos e tratar com respeito a namorada que se prepara para seguir uma carreira universitária, algo muito distante do que o destino reservou para o jovem delinqüente. Entre pegas de moto, festas que varam noites, tatuagens, brigas homéricas, provas desesperadas de afeto e uma tragédia que mudará para sempre suas vidas, Step e Babi vivem uma incrível história de amor, cheia de reviravoltas e sentimentos à flor da pele, aquele tipo de paixão que só pode ser vivida quando se tem dezessete anos e acredita-se que tudo ainda é possível.

Por que quero ler? Porque desde que eu vi o filme que inspirou Desculpa se te chamo de amor (que chama Lição de amor, se não me engano), eu quero ler alguma coisa do Federico. Então, você me pergunta, por que não começar pelo tal livro? Porque, bem... Eu simplesmente adoro os títulos dos livros desse cara. E mesmo tendo uma super-mega-ultra curiosidade de ler o tal livro, esse me chamou a atenção porque já vi gente dizer que, apesar de parecer super clichê, é uma história muito legal. E, ah, dane-se. Eu sou doida, quero ler esse e ponto final (pena que é caro né Rocco, e a gente quase não acha).

E vocês? Já leram, querem ler ou não algum desses livros? Alguma indicação?

3 comentários:

  1. Oii!!

    "Três Metros Acima do Céu" é muito bom!!
    Já tive a oportunidade de lê-lo!

    Beijos
    Ann G. anngominho.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Eu queria muito ler "Como vier eternamente", mas eu não sei se é bom.

    Beijos,
    Cyntia

    http://pelerinedesmots.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Ainda não li nada do Federico Moccia, mas estou louca p/ ler há tempos já! Desde que vi os cadeadinhos em Roma (e não tinha entendido bulhufas o que era aquilo, até que eu fui atrás e descobri!), fiquei muito curiosa. Mais um livro dele é lançado, mais um que eu preciso ler (juntando com os anteriores que não li)... Só uma coisa: num curti essa capa, não. As cores, sei lá. A capa dos outros são bem melhores.

    bjs
    escrevendoloucamente.blogspot.com

    ResponderExcluir

Comente aqui o que achou da postagem. Não seja tímido, pode falar o que vier a cabeça (desde que não seja coisas, você sabe, idiotas, racistas, etc).
Aproveite.