[Resenha] Todas as estrelas do Céu, de Enderson Rafael


Comentando nesse post, você ganha uma chance extra na Promoção de "Anna e o beijo francês"! (http://bit.ly/ivhLMS)

Podem dois irmãos adotivos se apaixonarem um pelo outro?

Podem? Ou não é possível, é algo apenas imaginário, coisa de adolescência? Isso você decide quando lê, mas acho que ao fazê-lo, já saberá a sua e a minha resposta.

Esse livro me tocou de um jeito muito, muito diferente. Pra começar, eu o li em um dia, coisa que, mesmo ele sendo bem curto, eu não faço muito ultimamente. Pra terminar, eu acabei às 2h da madrugada, surpresa com o final. E triste. E feliz. Um mistura de sentimentos.

A história começa com Carol ou Caroline, uma menina de 16 anos que, após fazer um pequeno erro, termina com o namorado, sendo que esse namoro já estava bem nos últimos dias. Seu irmão adotivo, Lê ou Leandro, era daqueles superprotetores e como não gostava do namoro, fica feliz quando acaba. Nesse vai-e-vem, a amiga de Carol, Bárbara, a convida para a festa de um ex-ficante de Carol, Ricardo, um menino galinha e pelo qual a mesma já foi apaixonada. E, claro, Bárbara chama também Leandro. No meio da festa, após algumas bebidas, Leandro acaba ficando Bárbara e Carol, numa recaída, com Ricardo. Os dois acabam discutindo por causa de seus ficantes - esses que ficam sem entender nada. Desde aquele momento, as coisas começam a ficar estranhas entre os dois que, antes tão unidos, começam a ficar mais distantes, com medo dos próprios sentimentos. Eis que numa viagem de família, andando na praia, os dois confessam que estão um apaixonados pelo outro. E resolvem começar o namoro, mesmo que às escondidas da família. E é aí que começa os momentos fofos, divertidos, alegres, tensos, tristes... o resto eu não conto, porque é simplesmente incrível... e me sentiria culpada revelando a vocês isso.

"- Minha irmã, minha amada, meu anjo: nenhum amor é amaldiçoado, esta é justamente a face mais perfeita do imperfeito ser humano. Você tem a poesia em suas e por isso sente tudo mais intensamente que nós, simples mortais. Eu também me sinto culpada às vezes, pois eu devia ter evitado as minhas próprias investidas, os moles que eu te dava, mas eu não pude resistir aos apelos do meu coração... e por mais que seja ilegal ou imoral, eu quero que você saiba que o fato de estar com você, de sentir você, seus lábios, suas mãos, esses seus olhos azuis lindos, meu Deus, como é que eu posso abrir mão do seu carinho, do seu amor?! Carol, vamos ser felizes, minha linda, a vida sem você é inaceitável, não tem porquê... Pode até parecer piegas, mas não é. Eu passei todo esse tempo procurando por alguém, e agora que eu te encontrei, não é uma crise de consciência que vai te tirar de mim." - Leandro (pág. 61)

Esse livro... foi maravilhoso. Eu amei cada página, cada momento. Cada fala do Lê, cada poema da Carol... tudo foi bem dosado, descrito com maestria pelo Enderson Rafael - aliás, aposto minhas fichas nele como escritor, esse aí certeza de sucesso. É impossível não entrar na história - eu sei que vivo falando isso, mas nesse caso, você se sente como se alguém estivesse contando pra você isso, numa carta ou assim... mas, ao mesmo tempo, por ser uma narrativa em terceira pessoa no passado, você conhece os sentimentos de todos e se conecta e afeiçoa a eles. Quando comentei no twitter que estava lendo, me disseram: "Prepare os lenços". E é isso mesmo. Não é um romance estilo Nicholas Sparks, que você se espalda - e eu gosto dos livros dele, deixe claro -, mas é um romance que você para e pensa até onde o amor vai, até onde as pessoas vão pelo amor. É um livro muito tocante... simplesmente você não tem como sair "ileso" dele, sempre vai carregar alguma parte em si mesmo. E o final, gente?! Quanto estava nas últimas páginas... começou a me dar um aperto no peito,  uma vontade de gritar "Não! Não! Não!" (não gritei porque era já de madrugada, mas praguejei). Mas ao mesmo tempo, foi um final bom. Não sei como, mas acho que, para mim, ele encaixou perfeitamente com o resto da história. Eu recomendo muito!

*Gente, você estão sabendo que o Enderson tá tentando publicar um outro livro, Três Céus? Pois é, ajudem, divulguem e vejam o skoob dele aqui!

Nota geral: 10,0 (ou 5 estrelas)


Autor(a): Enderson Rafael
Editora: Novas ideias
Ano: 2010 (Brasil - nacional)
Págs: 160
Nome original: -
Coleção: -

10 comentários:

  1. Tive a impressão de que esse livro não tem um final que me deixaria feliz! D: A história parece ser delicada, daquelas que você torce pelos dois, mas não tem certeza de que vai dar certo! Ok! Tenho certeza de que se não chorar no minimo ficarei com o coração apertado!

    ResponderExcluir
  2. Agora fiquei bastante curiosa para saber o que acontece no final. Adoro romances e ainda não li nenhum livro com a história parecida.

    Beijinhos
    Maah - Nerd Leitora

    ResponderExcluir
  3. Também tive a impressão de que o final é triste... sempre choro em finais tristes, mas não gosto de finais "felizes demais", sabe? Nada é realmente assim.

    Com o trecho que você colocou me pareceu um livro um pouco melosinho, haha, mas a história parece ser linda. Me deixou curiosa para ler.

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  4. Ei Isa!
    Eu não conheci a história, sabia?
    Agora fiquei doida para saber o final. Pelo jeito eles terminam separados, né?!
    Vou ter que ler ^^
    Bjins

    ResponderExcluir
  5. Também não conhecia essa estória, uma literatura fascinante que nos dar gosto de ler.

    abraços

    ResponderExcluir
  6. Sou louca para ler "Todas as Estrelas do Céu".
    Esta na minha lista de livros e estará dentro das minhas próximas compras de livros>

    Amei sua resenha! Deu mais vontade ainda de ler o livro.
    Muito boa!
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi, Isa, oi comentaristas! Amei a resenha, muito linda! Super sensível, como o "Todas" deixa a gente após a leitura. Camila, ele nem é um livro meloso não. Alguns diálogos sim, mas a história, ao contrário, é movida pela apixão numa velocidade estonteante;-) Obrigado a Isa pela resenha linda e pelo espaço no blog, e aos que comnentarem, boa leitura do "Todas as estrelas do céu" quando tiverem a oportunidade de lê-lo;-)

    ResponderExcluir
  8. Eu tenho esse livro há algum tempo(na verdade quase um ano), mas venho adiando a leitura porque sinto que irei chorar D:
    Parece ser um livro muito comovente e também estou bem interessada nesse "Três Céus" =)

    =*

    ResponderExcluir
  9. Que o Enderson Rafael é um ótimo escritor, isso ninguém duvida. Eu tenho o livro e adoro, já li eles duas vezes só para me certificar o quanto ele é bom, e nçao me arrependo de tê-lo comprado!
    A estória é linda e não é melosa, cada coisa tem o seu lugar na estória e como você mesmo disse na resenha, é tudo bem dosado!
    Esse é um ivro que certamente indico para todos!

    Beijão
    Will
    www.viciodecultura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Ahh
    que linda resenha!
    parece um livro bem fofo mesmo...
    Mas a questão é que nesse quote senti um drama meio Sparks! Huahua Essa coisa de usar mts adjetivos!
    Mas acho a proposta interessante e ainda pretedo ler!!

    bjs
    Hey Evellyn!

    ResponderExcluir

Comente aqui o que achou da postagem. Não seja tímido, pode falar o que vier a cabeça (desde que não seja coisas, você sabe, idiotas, racistas, etc).
Aproveite.