[Resenha] A Força do Amor (Beijada por um anjo #2), de Elizabeth Chandler


Comente nesse post e ganhe chances a mais na Promoção de um ano do blog (http://bit.ly/umanoblog)

*Veja aqui a resenha do primeiro livro.

Pois é. Quase um ano depois de eu ter lido o primeiro livro, eu volto para resenhar o segundo. Mas, honestamente, as coisas não mudaram tanto assim. Ivy continua sendo a mesma menina meio sem sal (que era mais legal há um ano), Tristan o mesmo cara que a ama acima de tudo (que eu gostava mais um ano atrás) e... bem, pois é, os protagonistas continuam os mesmos. Mas vamos à resenha.

Eu adorei o primeiro livro na época que eu li. Atualmente, eu acho que eu fui um pouco exagerada, pois o livro não é tão freaking good. Ele é uma boa leitura, me diverti lendo, mas nada daquilo que pensava. Mas isso não é assunto pra cá, quem sabe eu faço um post dizendo como nossas opiniões mudam com o tempo? 

O segundo para aonde o primeiro terminou, com Tristan descobrindo que oh!, o acidente de carro que ele e Ivy sofreram não foi um acidente. Alguém queria matá-los. Mas por quê? Essa é a grande pergunta do livro e, apesar de eu já saber quem foi o assassino desde o primeiro (pelo menos tinha uma vaga noção), eu não gostei. Porque, assim... Melhor eu ficar quieta.

"Ivy sentia-se culpada.
Mas era tão errado gostar de alguém que se preocupava com ela? Era errado querer tocar alguém que a tocava com tanta delicadeza? Era errado ter mudado de opinião sobre  Gregory?" (pág. 176)

Eu gostei desse livro, apesar de tudo. Apesar dos errinhos da Novo Conceito    eles diminuíram bastante, na verdade, em comparação com o primeiro   , a história segue o mesmo jeito do primeiro: capítulos curtos, que aceleram a leitura, uma linguagem fácil e personagens que apesar de serem legalzinhos, não têm muita profundidade. O que mais gostei nesse livro foi o Gregory aquele lindo!, que apesar de ser meio sombrio (calo minha boca por aí, porque como já li até o quarto... vou acabar contando spoilers!), é muito interessante e faz com que a Ivy não fique tão chata e Lacey, que é uma anja meio rebelde, amiga do Tristan. Ela é bem divertida, sarcástica e SIM, não morre de amores pela protagonista (porque é meio estranho o fato de todo mundo amar a Ivy né).

Acho que essa série é uma daquelas que você lê sem comprometimento, sem esperar um livro que irá mudar sua vida, lê por diversão mesmo. Não que seja ruim ou chata, mas simplesmente é... simples. Não tem grandes acontecimentos, grandes mudanças de vida. Sabe quando tá chovendo, ou você tá sem leitura? Ou quer alguma coisa leve, feliz? Bem, leia Beijada por um anjo. Se você for sem esperar grandes coisas (como fui no primeiro e no segundo), irá se divertir, garanto!

P.S.: Não falei sobre o Will, ou sobre a Beth ou sobre a Suzanne, porque eles são tão... Ah, normais. A única coisa que comento é que não amo nenhum deles. São básicos, assim como a série.

(Quatro estrelas    8,75)


Autor(a): Elizabeth Chandler
Editora: Novo Conceito
Ano: 201 (Brasil) / 1995 (Original)
Páginas: 250 (Brasil) / 240 (Original)
Nome original: Kissed by an angel    The Power of the Love
Coleção: Beijada por um anjo, #2

3 comentários:

  1. Infelizmente não li esta série, minha amiga já leu e disse que é bem legal, apesar de não ser tão profunda.
    Adorei a sua resenha.
    Beijokas enormes
    Brih
    Meu Livro Rosa Pink
    http://meulivrorosa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. aah, você poderia fazer uma resenha mais "profunda" sobre o livro... =)ficou meio vago sabe?! bj

    ResponderExcluir
  3. Eu estou louca para ler beijada por um anjo,tenho grandes expectativas com este livro,beijada por um anjo 2 deve ser ainda mais perfeito.

    ResponderExcluir

Comente aqui o que achou da postagem. Não seja tímido, pode falar o que vier a cabeça (desde que não seja coisas, você sabe, idiotas, racistas, etc).
Aproveite.