Na Pilha #18

Comente nesse post e ganhe chances a mais na Promoção de um ano do blog (http://bit.ly/umanoblog)

O "Na Pilha" é um meme aonde eu mostro meus últimos desejos literários (geralmente os Internacionais) que eu acho no Skoob, no GoodReads, na Amazon, no Book Depository, em blogs internacionais e daqui... ;) (Totalmente inspirado no meme de mesmo nome da Carol!)

Bom dia, pessoal! Como estão aproveitando o feriado? Vou confessar que eu não estou lá muito feliz, amanhã já tenho prova :/ Mas vamos à coluna que sempre me deixa mais alegre!!

João & Maria, de Ana Paula Bergamasco e Marcos Bulzara.

O que você escolheria: O Amor ou a Razão? Maria é bonita, estudiosa, avessa à badalação e tradicional. João é lindo, extrovertido, arrogante e vocalista de uma banda de rock. ...Ela jamais se aventurou numa paixão. Ele já singrou pelos mares de um amor fulminante. Eles não têm nada em comum. Mas foram feitos um para o outro.

Comentários: Own, tem capa mais bem feita? Sério, ela tem tudo a ver com a proposta desse livro (que fala sobre música), mostrando a clave de sol e essa mesma clave servindo também para fazer o "&". Vai dizer se não é interessante ou não? Sem contar que a sinopse me conquistou assim, num piscar, porque eu adoro romances desse tipo sim, sou romântica!

Senhora Liberdade, de Márcia A. Canivello

Lisa fora criada por sua família cercada de muita proteção e carinho, mas isso não foi empecilho para que tomasse a decisão de sair de casa e morar sozinha com sua amiga Vick num pequeno apartamento na grande cidade de Toronto. Ela precisava amadurecer, criar sua própria identidade e correr os riscos atrás de seus ideais. Tudo estava dando certo até encontrar Scoth, um homem admirável e sedutor, porém cheio de atitudes e complexo demais. Mesmo fugindo da atração física que sentia por ele, era impossível negar a força desse sentimento, até porque trabalhavam juntos e sua relação profissional prosperava cada vez mais. Lisa irá descobrir o outro lado do homem por quem se apaixonara, porém terá que enfrentar um grande problema: ele não era livre para amar. A relação afetiva e extremamente sensual lhes mostrará que são pessoas especiais, que se completam e que o destino reservou-lhes uma surpresa.

Comentários: Tá, essa capa tem um pouco de photoshop demais, talvez, e não consegui descobrir qual a ligação dessa menina-fada com a história (talvez só lendo eu entenda), mas mesmo assim, ela é bonitinha. E, apesar da sinopse não ter me chamado tanta atenção quanto a capa, não deixa de ser interessante. Tirando o fato de que senti uma pontinha sobrenatural aí (e espero estar errada, porque só estou lendo livros de BT sobrenaturais    e quando digo sobrenatural, as fadas não estão incluídas, pois são legais demais pra isso hahaha).

Uma ilha no oceano, de Annike Thor.

É o verão de 1939. Duas irmãs judias, vindas de Viena, são enviadas à Suécia para escapar do terror nazista. Elas acreditam que ficarão com as famílias adotivas apenas por seis meses, até que seus pais possam fugir da Áustria e levá-las para a América. Mas, como a guerra se torna cada vez mais cruel, as meninas permanecem esperando, numa afastada ilha de pescadores na costa oeste da Suécia. A mais novas, Nelli, rapidamente absorve os costumes de sua nova casa. Contente com a família que a acolheu, logo prefere usar o sueco à sua língua materna, o alemão. Nelli Steiner consegue conviver bem com a nova realidade. A irmã mais velha, porém, tem dificuldades para se adaptar. Steffi se sente excluída e sua mãe adotiva é tão fria, indiferente e alheia quanto a ilha inacessível que vivem. Além disso, a menina pensa constantemente nos pais, ainda em perigo na Áustria, e se pergunta se voltará a vê-los algum dia. Best seller em seu país de origem, Uma ilha no oceano foi o primeiro romance de Annika Thor. Transformado em uma popular série de televisão, com roteiro da própria autora, é um tocante relato de sobrevivência e superação. 

Comentários: Eu tenho um fraco por livros históricos, falando sério. Eu adorei A vida em tons de cinza, que se passa quase na mesma época que esse livro, tirando que lá o foco são os socialistas e aqui, os nazistas. Adoro quando os autores mostram como pessoas normais foram afetadas por algo tão maior que elas. Eu sei que provavelmente vou chorar nesse livro, mas parece ser tão lindo! A capa já me dá uma dorzinha no coração, só de imaginar as duas irmãs sofrendo... E pelo jeito fez bastante sucesso, já que virou uma série de TV (*procurando no Google*).

E vocês? Gostaram de algum desses livros? Quais estão querendo? Comentem!

2 comentários:

  1. Amei o enredo de João & Maria, de Ana Paula Bergamasco e Marcos Bulzara,Também adorei Uma ilha no oceano, de Annike Thor por que adoro livros históricos e também gostaria muito de ler a vida em tons de cinza *---* estou louca para lê-lo,não se como mais esperança né kkkk

    ResponderExcluir
  2. Me interessei pelo último! Parece muito bom *o*



    bruna-morgan.blogspot.com
    cherryeberry.tk

    ResponderExcluir

Comente aqui o que achou da postagem. Não seja tímido, pode falar o que vier a cabeça (desde que não seja coisas, você sabe, idiotas, racistas, etc).
Aproveite.