[Resenha] Eu Fico Loko, de Christian Figueiredo de Caldas


Quando eu recebi esse livro, eu não fazia ideia de quem era Christian. Eu até acompanho alguns canais no youtube, é verdade, mas pouquíssimos brasileiros que não sejam literários. Contudo, lá estava eu, meio que na “entressafra” de leituras, sem querer começar a ler algo extremamente longo ou pesado.

E, para esse objetivo, Eu fico loko caiu como uma luva, pois li em uma única noite todas as aventuras e as (muitas) desventuras de Christian. Claro que o fato do livro ser mesmo bem curtinho, com apenas 160 páginas, facilitou, ainda mais porque o design gráfico do livro, que foi muito bem feito, ocupava alguns espaços com fotos e desenhos, deixando o livro com uma cara de diário mesmo.

Enfim, sobre o que trata o tal livro, no final das contas? Nada mais, nada menos, que a vida do próprio Christian. Narrado de uma maneira fácil, divertida e rápida, é fácil você ler várias páginas em seguida, porque a maneira como o Christian escolheu narrar é extremamente informal, como se ele contasse os fatos da sua vida para um amigo, o que eu gostei bastante.

Além disso, sim, os acontecimentos em sua vida são sem dúvidas, muito loucos (trocadilho não proposital, prometo). É impossível não dar risadas de algumas situações, ou simplesmente esconder o rosto por conta das vergonhas. Tudo isso fez com que a leitura fluísse muito bem.

Contudo, mesmo eu gostando da narrativa, toda vez que ele tentava falar sobre algum assunto mais sério, eu sentia que daí as coisas não saíam tão bem, às vezes soando superficiais demais. Visto que é um livro pra você dar risada, não chorar, é mais compreensível que essas partes não sejam mesmo as melhores. Além disso, e eu sei que isso é provavelmente coisa pessoal minha, já que não o conheço tão bem quanto as pessoas que acompanham seu canal, achei que às vezes as frases soavam forçadas, como feitas para agradar, sabe? Nada grave, só uma observação mesmo de algo que eu notei que geralmente acontece nos primeiros livros dos autores.

Como ele é bem novo, eu espero que em seus próximos livros, caso existam, sua escrita melhore cada vez mais, afinal o talento inicial ele certamente já tem. Aliás, fiquei bem curiosa pra saber como seria um livro de ficção, já que é algo fora de seu estilo.

Tanto para quem acompanha o autor nas redes sociais como para pessoas como eu, este livro funciona bem para a função de entreter e causar risadas, e me deixa curiosa com os próximos passos do Christian na literatura.


Autor(a): Christian Figueiredo de Caldas 
Editora: Novo Conceito
Ano: 2015
Páginas: 160
Nome original: -
Coleção: -

0 viajantes:

Postar um comentário

Comente aqui o que achou da postagem. Não seja tímido, pode falar o que vier a cabeça (desde que não seja coisas, você sabe, idiotas, racistas, etc).
Aproveite.