[Resenha] O beijo das Sombras, de Richelle Mead (Vampire Academy #1)


O beijo das sombras é um daqueles livros que todos falam bem. Sério, todos. Dizem que é incrível, uma nova perspectiva da vida vampiresca e tal... E, honestamente, o livro é bom, nas não é tudo isso. E, tenho que por isso também, a Agir/Nova Fronteira foi muito infeliz na tradução do título e na confusão das capas (trocaram a do primeiro com a do terceiro e vice-versa).

Rose Hathaway - só eu que pensei na Anne Hathaway? - é a guardiã de Lissa Dragomir, a última representante dessa poderosa família real. Rose é uma dampira. Lisa, uma moroi. As duas fugiram da escola São Vladimir há dois anos atrás, mas finalmente foram pegas e tiveram que voltar. Voltar para as panelinhas frescas sociais dos Moroi, as chatices dos professores.... Tudo de novo.

É quando Rose conhece Dimitri, um russo guardião faixa preta, por quem começa a se apaixonar. Honestamente, não, eu não estou caída por ele. Não que ele seja chato, mas ele... Bem, simplesmente não faz meu estilo. E Lissa começa a conversar com Christian, outro Moroi, mas excluído, pois seus pais viraram Strigoi (vampiros do mal). E a confusão começa de novo, com bichos mortos aparecendo na mochila, no quarto, aonde quer que Lissa vá. Quem estaria por trás de toda essa crueldade?

É um livro bom, como disse. Mas Rose nem de longe é uma personagem que eu falaria "Oh, que pessoa corajosa!", ou coisa assim - na verdade, não se tem comparação entre ela e a Katniss. Na verdade, eu a achei meio bitch, vulgar, metidinha. Sabe aquela pessoa que finge ser a última bolacha do pacote, quando na verdade sua autoestima é do tamanho de um tic tac? Essa é Rose. Lissa, na verdade, me chamou mais atenção. Ela é meio frágil, meio dependente de Rose e tal, mas é uma personagem interessante e seu romance com Christian - esse é o meu literary crush, na verdade - realmente me fez torcer por!

Há outros pequenos personagens, como Natalie, prima de Lissa, uma pessoa completamente boring de acordo com Rose, Jesse, um idiota que antigamente Rose dava "bola", Aaron, o ex-namorado de Lissa e sua atual namorada, Mia (a verdadeira bitch da história, que, cá entre nós, é bem inteligente). Eles fazem com o que o livro não seja exatamente sobre o problema que fez Rose e Lissa fugirem e sim faz a história gire em torno de "Ai, você viu o que ela estava vestindo?", ou "Não acredito que eles estão juntos!", fofocas de adolescentes fúteis comuns. Não é um livro difícil de ler, mas não é daqueles que você queira ler sem parar. Eu já ouvi dizer que os primeiros dois livros são os mais chatos e, sinceramente, espero que a série melhore!

Personagens favoritos: Lissa e Christian.

Classificação:
Capa e design gráfico: 4,0 (dei essa nota porque a) não acho a capa muito bonita b) a confusão que a editora fez foi vergonhosa!)
História: 9,0
Narrativa: 8,5
Personagens: 8,5
Final: 9,0
Nota geral: 7,8

Playlist:
Like a G6 - Far East Movement;
Boyfriend - Jordan Pruitt;
Déjà Vu - 30H!3;
Bad Romance - Lady Gaga.


Quotes favoritos:
1: "Um sorriso sombrio atravessou seu rosto.
- Se você não fosse tão insana, seria divertido tê-la por perto.
- Estranho, eu também sinto a mesma coisa em relação a você."
pág. 218

2: "- Gosta ou gosta?
- Ah, e tem diferença?
- Tem. Gostar é quando você namora um babaca alto e louro e ri das piadas sem graça dele.
E depois, ele se inclinou para frente e a beijou. Foi um beijo quente, rápido e furioso, uma efusão da raiva, da paixão e do desejo que Christian sempre mantivera trancados dentro de si. Lissa nunca fora beijada daquele jeito, e eu senti que ela correspondeu ao beijo, correspondeu a ele. Ele de fato conseguia fazer com que ela se sentisse bem mais viva do que com Aaron ou com qualquer outro.
Christian interrompeu o beijo, mas manteve o rosto próximo ao dela.
- É isso que você faz com alguém de quem você gosta."

pág 248


Autor(a): Richelle Mead
Editora: Nova Fronteira (Agir / Ediouro)
Ano: 2007 (original) / 2010 (Brasil)
Págs: 320
Nome original: Vampire Academy
Coleção: Vampire Academy, #1

Um comentário:

  1. Eu também acho que não deve ser tudo isto de que falam,mas sei lá né,tudo depende do que as pessoas gostam.

    ResponderExcluir

Comente aqui o que achou da postagem. Não seja tímido, pode falar o que vier a cabeça (desde que não seja coisas, você sabe, idiotas, racistas, etc).
Aproveite.