[Resenha] Infinity Drake: Os filhos da Scarlatti, de John McNally


Antes de tudo, vamos a uma verdade absoluta: os livros da #irado são a coisa mais bonita ou não? Gente, eu amo essa coisa de ser de capa dura, com detalhes maravilhosos dentro do livro e tudo mais. Sério, só isso já me deixou louca pra ler o livro, mesmo sendo infanto-juvenil e num estilo que eu não costumo ler.

Infinity, ou simplesmente Finn, é um menino quase comum, que perdeu a mãe e o pai muito cedo, então vive com a avó numa cidadezinha qualquer. Contudo, quando a avó vai para um cruzeiro, quem toma conta de Finn é Al, seu tio amalucado, super inteligente e que sempre trabalha em projetos ultrassecretos para várias organizações importantes. Dessa vez, contudo, tudo é diferente: o destino da humanidade está em risco por conta de uma arma biológica que permaneceu isolada por muitas décadas, mas que está a solta novamente: um cruzamento letal, a Scarlatti possui um único desejo, matar. Quem quer que seja.

Por seus vastos conhecimentos complicados, Al é chamado para ajudar o governo americano, que possuía um dos dois únicos exemplares do inseto. O plano que pode salvar a todos é louco, mas aparentemente a única chance deles de sobreviver. O livro é cheio de detalhes sobre as coisas mais diversas, sempre explicando o que uma sigla é, o que uma arma significa, ou seja, dá pra ver que o autor não poupou esforços nas pesquisas para escrevê-lo. Mesmo assim, por ser um livro infanto-juvenil, achei que todas essas informações pesaram em alguns momentos, já que eu mesma às vezes não entendia o que eles queriam dizer com aquilo (muito menos se era real ou não).

Além disso, outra coisa que eu achei meio desgastante foi o comprimento da história. Não, eu não tenho problema algum com livros longos, mas achei que, para essa história, as coisas poderiam ter sido desenvolvido de outra maneira, talvez com algumas cenas a menos, porque acaba tornando a ideia do livro, que é genial, apesar de "viajada", meio perdida. Nunca vi gente tão azarada quanto Finn e seus amigos nessa missão, viu? Ôxe! *chuta que é macumba*

No entanto, o final deu um gostinho do que vem por aí, e é óbvio que eu vou acompanhar sim. Quero muito saber como as coisas vão ficar com Finn e sua família, além de que ainda temos que descobrir o que, afinal, aconteceu com o motivo de todo esse super problema que o livro trouxe.


Autor(a): John McNally
Editora: Novo Conceito
Ano: 2014
Páginas: 480
Nome original: -Infinity Drake: The Sons of Scarlatti
Coleção: Infinity Drake, #1

0 viajantes:

Postar um comentário

Comente aqui o que achou da postagem. Não seja tímido, pode falar o que vier a cabeça (desde que não seja coisas, você sabe, idiotas, racistas, etc).
Aproveite.