[Resenha] Strange Angels, de Lili St. Crow


Antes de tudo, eu vou surrupiar uma frase da resenha de Strange Angels da Leh:

"Cê sabe, a história da Lili podia ser zica. Mas é tanta enrolação, que eu acabei ficando bolada. Pô, é uma introdução, mais ou menos isso, já que é uma série né?" (confira a resenha dela aqui)

Bem, isso define tudo. Tudo o que a tradução é, e tudo o que ela deveria ser. Pois bem, primeiro vou falar da história, depois comento a tradução.

A sinopse é legal, não é? Parece ser boa, com uma puxada de Supernatural e outras coisas. E a história não é de toda ruim. Eu queria gostar. Eu queria poder chegar aqui e dizer "Gentem, vocês tem que ler SA! Pra ontem!", mas não foi assim que me senti. A história começa quando Dru se muda novamente de cidade (para um lugar cheio de neve) e lá, vê a coruja da sua avó, que sempre significa que algo importante ou ruim irá acontecer. Só que ela não conta isso pro pai. E daí ele vira um zumbi, e ela fica repetindo pela história toda que por isso ele morreu. 

Ela faz amizade ou talvez algo mais, quem sabe em Betrayals? com Graves, um oriental gótico de olhos verdes, e ele acaba a ajudando, quando ela não tem mais ninguém, já que seu pai virou um zumbi - que ela matou - e sua mãe morreu quando era pequena. E então, quando os dois voltam para a sua casa, começa a ladainha... Tudo igual. Tudo parece igual. "Eu já vi isso", sabe? E então: tãdã! Dru resolve agir. Ela, quando estava procurando pela caminhonete de seu pai, encontra um garoto: Christophe. Ele sabe mais do que ela e diz que vai ajudá-la. E então, foi naquele instante, pensei: aham, vou dar 4 estrelas a ele! Mas... não. Resolvi, que, com um balanço, da história inteira, merece apenas 3 estrelas. É boa, é sim, mas... Não é aquela maravilha. Não é (ou pelo menos não foi comigo) aquele livro que você fala: "não parei de ler!". É simplesmente isso: bom.

Tradução: eu já tinha ouvido muita gente xingando o tradutor, mas isso não importava nada, até eu começar a ler. "Zica"? "Sussa"? O que é isso? E, como a cereja no topo do sorvete: "Cê"?! Não foi tão irritante assim. Foi mais para "Ai eu nem vou ler SA porque vou acabar ficando incomodada pela tradução". Bem assim. Só acho que a Novo Século deveria fazer uma 2ª edição e verificar todos esses errinhos, que, se fosse uma vez ou outra, ok, mas o livro inteiro não dá. (Aliás, também quero reclamar que tem muita, muita gíria)

Primeira frase do livro: "Não contei ao meu pai sobre a coruja branca da vovó."

Pontos positivos: a senhorita Crow (ai, que lindo sobrenome *-*) soube, na maior parte, como misturar várias histórias, sem, no entanto ficar super nada a ver (como Diários do vampiro, é).

Pontos negativos: ENROLAÇÃO. Isso define o que é negativo no livro.

Personagens Favoritos: Christophe (bonito, perigoso. Até agora não sei direito quem ele é) e Graves (sério, ás vezes ele era tão fofinho!e às vezes super irritante, ok).

Classificação:
Capa: 10,0
História: 9,0
Narrativa: 7,5
Personagens: 8,5
Final: 9,0
Nota geral: 8,8

Playlist:
Long Shot - Kelly Clarkson;
Blah Blah Blah - Ke$ha (essa não tem muito a ver com a história e sim com a enrolação rs);
Freak Out - Avril Lavigne;
Thriller - Michael Jackson (ok, estou zoando).

Conhecendo a autora:
Lili St. Crow é autora da série Dante Valentine. Ela vive em Vancouver, no estado de Washington, em uma casa cheia de gato, com seu marido e filhos. Strange Angels é a sua primeira série para o público jovem. Visite o site dela para saber mais.

Partes favoritas (em preto sem spoilers, em laranja com spoilers. Fiquem atentos, hein?):
1: "- Dru - repetiu. - Você é nova. Tá aqui faz umas semanas, né? Bem-vinda ao Foley.
Afirma o óbvio ululante e apresenta o comitê de boas-vindas local."
pág 25
2: "Na verdade, as pessoas não querem saber  nada sobre você. Só querem que você caiba nos pequenos espaços que elas determinaram. Nos primeiros dois segundos decidem o que você é e só ficam tensas ou incomodadas se você não está de acordo com seus julgamentos instântaneos. É a única coisa que o mundo normal e o mundo Real têm em comum, tudo depende do que as pessoas acham que você seja. Perceba isso, represente o papel que espram e não vai ter tempo ruim pra você."
pág 26
3: "Zumbis não são muito inteligentes, mas são persistentes. E como são."
pág 46
4: "- Tá tudo bem?
Quase ri. Não, não estava tudo bem. Esse tal de 'tudo bem' era um país distante."
pág 53
5: "Mas por que ele iria transformar meu pai em um zumbi? Quer dizer, chupa-sangues não são os únicos que conseguem transformar pessoas em cadáveres famintos e ambulantes. Acontece o tempo todo. Usando vodu, enterrando alguém em solo contaminado, magia negra, trabalhando numa grande rede de lojas de varejo - existe uma infinidade de jeitos de alguém acabar como um reanimado."
pág 160
6: "(...) e o que eu podia fazer? Dar uma surra nele? Até podia, mas para que gastar energia nisso?"
pág 166
7: "Ai meu Deus. Logo agora?
Mas a gente não escolhe o que vem atrás de nós, nem quando vem. Se pudesse, a vida seria bem mais simples, concorda?"
pág 180
8: "- Bom - Christophe tirou o pé do freio. - E, só pra constar, da próxima vez que eu pedir as chaves, entregue.
(...) Quando você está zoada, é a única coisa a fazer, certo? Se agarrar ao que puder.
E se agarrar com força."
pág 280

*Este foi um livro para o Desafio de férias da Garota It.

Autor(a): Lili St. Crow
Editora: Novo Século
Ano: 2009 (EUA) / 2010 (Brasil)
Págs: 284
Título Original: Strange Angels
Coleção: Strange Angels, #1

10 comentários:

  1. Ja to com ele aqui, basta agora ter vontade de ler, não sei ainda, tenho lido varias resenhas otimas (como a sua), mas ainda não me animei!

    ResponderExcluir
  2. Oii, Isa.
    já tenho o livro, agora nem sei como vai ser... eu não me apaixonei pelo livro, mas tanto a capa como a sua resenha me deixou aquela coisa, "é vamos vê no que isso vai dá" espero que eu não me decepcione como outros que eu li maravilhas e quando fui ler, quase joguei o livro pela janela e fui embora! ¬
    adorei sua resenha! parabéns!
    Beijinhos
    Madú
    Segredos do coração

    ResponderExcluir
  3. Estou morrendo de vontade de ler esse livro, mais ainda não tive a oportunidade de compra-lo ^^
    Adorei a resenha!

    beijo;*

    ResponderExcluir
  4. iiiiisa, te indiquei pro Tagged: http://fikdik.com/407

    Sobre o livro, eu nem tô animando a ler coisas sobrenaturais. E como não suporto enrolação, minha vontade de ler este livro continua a mesma: nenhuma!

    http://bookerqueen.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Ei!
    Eu já tinha lido a resenha de Lee e tinha ficado um pouco desanimada com este livro.
    Agora que li a sua me desanimei mais ainda..kkk
    Comprei este livro pq pensei que seria tipo Supernatural, mas vi q é um troço bemmm enrolado e cheio de gírias, né?!
    Não aguento quando eles pioram o livro com uma tradução porca.
    Afff...
    Um dia eu leio.
    Bjins querida!

    ResponderExcluir
  6. HSUAHUS minha frase rs Pior que é bem desse jeito mesmo né Isa? rs
    É verdade, o ponto negativo SEM DÚVIDAS é a enrolação :/
    Não, nem me fale das gírias. É muito estranho ler aquele monte de gírias ¬¬ Vamos ver o que acontece no próximo volume :)

    Bjoos'
    Lee Iauch - ϟ●•Giяl's•●ϟ

    ResponderExcluir
  7. Oi Isa, ah não sabia que Strange Angels era um livro que enrolava... Bom saber! Odeio enrolações, mas eu vou comprar, porque quero ler ao vivo! Beijocas!

    ResponderExcluir
  8. Eu comprei o livro e tirando a enrolação , achei muito bom.
    Sobre as gírias , bom , quem não fala ?

    ResponderExcluir
  9. Acho que a sinopse é meio que vi no livro é um pouco apeladora,não gostei,fora a isso deve ser bem legal.

    ResponderExcluir

Comente aqui o que achou da postagem. Não seja tímido, pode falar o que vier a cabeça (desde que não seja coisas, você sabe, idiotas, racistas, etc).
Aproveite.