[Talking about Movies] Mesmo se nada der certo


Motivos por que eu queria inicialmente ver Mesmo se nada der certo: Adam Levine. Sou fã dele mesmo, do Maroon 5 e ainda por cima acho que vê-lo na tela do meu computador, tv, cinema, é sempre um lucro. Além disso, depois de um tempo fui ouvir a trilha sonora do filme - por causa da indicação da Victória de Lost Stars na voz da Keira Knightley - e simplesmente me apaixonei. Eu nem sabia que era um romance puxado para o lado musical, porque nem vi o trailer, mas soube na mesma hora que só pela trilha sonora, valeria a pena conferir a história.

Sobre o roteiro, ele não foge do lugar-comum, de fato. Temos a menina meio excluída do mundo mas muito talentosa na pele de Gretta, um ex-namorado meio canalha, mas de bom coração interpretado por Adam Levine - um personagem que eu imaginaria que teria mais destaque, mas não - e Mark Ruffalo como um produtor super bom, mas alcoólatra. Os destaques do filme são, claro, os números musicais, afinal a partir do momento em que Gretta e Dan começam a trabalhar junto, as coisas se tornam encantadoras.

É um filme que você consegue prever algumas coisas, mas, felizmente, não todas. Algo que eu não esperava ter tanta importância mas gostei que teve foi o relacionamento de Dan não só com a filha, Violet, mas com a ex-esposa (que não é bem ex), Miriam. É claro que, apesar de muito bom no que faz, Dan andou perdendo a mão desde que seus problemas familiares começaram, mas é bonito ver a "reconstrução" da sua relação com a filha, especialmente depois que Gretta entra na vida de todas.


Agora, falando sobre a música onipresente nesse filme: como não se apaixonar? Como não desejar que alguém cante Lost Stars ou No One Else Like You pra você? Quem não quis mandar uma mensagem pro ex-namorado idiota com a letra de Like a Fool? Enfim, o bom de todas essas músicas e suas letras é que, além de terem batidas maravilhosas (eu, pelo menos, amei), falam sobre coisas relacionáveis, coisas que acontecem com todos e cada um de nós.

Outro lado do filme bom é ver como as coisas funcionam em gravadoras, mesmo que seja uma visão caricata (quem não riu com o Dan ouvindo as demos?). Num geral, a atuação do elenco funcionou muito bem, talvez porque eu não seja muito exigente, talvez porque eu não entenda muita coisa de cinema, ou porque a química entre eles é simplesmente boa. De qualquer forma, se você curte um filme fofinho, pode ter certeza que Mesmo se nada der certo é uma escolha muito bem feita.

P.S.: Gente, por que esse título gigante??? 

Classificação: 4 demos bem feitas (ou 4 músicas cantadas ao ar livre).

Sinopse: Gretta (Keira Knightley) e Dave (Adam Levine) são namorados de longa data e parceiros na composição de músicas. Quando ele consegue um contrato com uma grande gravadora em Nova York acaba deixando tudo para trás, inclusive Greta. Mas a vida da jovem tem uma nova virada quando ela conhece Dan (Mark Ruffalo), um produtor musical falido que a vê cantando em um bar e se encanta com seu talento.
Diretor: John Carney
Elenco: Adam Levine, Keira Knightley, Mark Rufallo.
Duração: 104 minutos (1 hora e 44 minutos)
Título Original: Begin Again




Siga o blog nas redes sociais:

0 viajantes:

Postar um comentário

Comente aqui o que achou da postagem. Não seja tímido, pode falar o que vier a cabeça (desde que não seja coisas, você sabe, idiotas, racistas, etc).
Aproveite.