[Resenha] Fazendo meu Filme #3 - O roteiro inesperado de Fani, de Paula Pimenta


"O que você feeeeeeeeeeeeeez, Paula?!?". Essa frase resume bem como eu me senti ao terminar de ler o livro, que já está nos meus favoritos 2011, muito merecidamente *-*. A história recomeça com a Fani, com seus 18 anos, amadurecida, mais inteligente e menos bobinha, menos "ai, ele olhou pra mim, miga, que eu faço?", sabe, essas coisinhas lindas que toda adolescente desmiolada faz. Quando ela volta da Inglaterra, ela não se sente em casa, sente como se as pessoas tiverem esquecido dela, esquecido de conviver com ela. Suas amigas estão lá, com suas vidinhas - as bests Natália e Gabi, que conferem o humor (e a irritação) ao livro - e Fani não se sente mais tão próxima delas. E há, claro, Leo, o cara por quem ela se apaixonou e que é apaixonado por ela. Finalmente, ao que parece, os dois vão poder ficar juntos, curtir a vidinha e tal. Mas, ei, não estamos esquecendo de algumas coisas? Mãe. Vestibular. Christian. São as 3 palavrinhas que mais deram dor de cabeça na Fani nesse livro, e eu não vou dizer exatamente por que, mas foram. Sua mãe, que está cismada que ela vai fazer Direito, quando ela quer Cinema. O vestibular, que, como todos sabem, precisam(os) ralar para entrar, e que faz com que o já pequeno tempo que ela fique com Leo fique seja insuficiente e Christian, que, mesmo milles away, dá dor cabeça e faz com que o clima esquente entre os dois pombinhos. Ah, e além disso, não podemos esquecer dos personagens secundários, como a Priscila, que nesse livro ganha um destaque maior que nos outros.
Eu amei o livro. É o mais grosso da série, e, eu defini, o melhor - até agora, pois a Paula já falou que terá FMF #4 (Spoiler: também, com esse final, que ela ousasse terminar assim!!!). Eu realmente achava que a série não ia mais me surpreender (mas mesmo assim, não deixaria de ser ótima), mas, novamente, fui enganada. Nesse livro, fala-se sobre coisas mais sérias, mais reais, mais jovem que adolescente, na verdade. Nem por isso a narrativa fica chata ou desinteressante. Como já comentei, todo mundo deveria dar uma chance a essa série - meninos e meninas, seja para dar uma pausa nos YAs sobrenaturais, seja pra curtir um livro nacional ou simplesmente porque quer. Porque, volto a afirmar, vale totalmente a viagem!
Primeira frase do livro: vixe, estou sem o livro! o.O

Pontos positivos: o amadurecimento de Fani; o fato que a Paula realmente fez nós sentirmos que, hello!, a Fani agora é uma moça, e não uma menina; a capa, que uma das melhores ever!

Pontos negativos: simplesmente não fui muito com a cara do Leo. Pra mim, ele foi ciumento demais, se liga! :*

Personagens favoritos: Alberto (sim, ele não podia faltar, hehehe!), Gabi (fofa, amiga, TDB! hahaha) e a Nat(ália) (siiim, ela é uma das minhas favoritos! Maluquinhaaaa!).

Classificação:
Capa e design gráfico: 10,0
História: 9,5
Narrativa: 9,0
Personagens: 10,0
Final: 9,5 (só não é 10 porque... ;S)
Nota geral: 9,6

Playlist:
Stuttering - Fefe Dobson;
Disappear - Selena Gomez;
Heart Heart Breaker - Boys Like Girls;
Stuck In The Moment - Justin Bieber.


Conhecendo a autora:

Paula Pimenta é uma menina que já passou da infância, mas ainda se sente assim. Menina. Talvez por ela gostar tanto de chocolate, animais, músicas infantis e tudo o mais que faz com que as pessoas pensem que ela está sempre no mundo da lua... Ela vive lá mesmo. Em uma dimensão paralela feita de sonhos e doce de leite, onde nenhum mal tem permissão para entrar. A Paula é publicitária não praticante; professora de música por necessidade; compositora, cantora e escritora por vontade. Mas não tem a menor ideia de onde vai estar daqui a 10 anos (ela espera que seja dando a volta ao mundo em um balão...).

Apesar de ser um livro ótimo, não tenho passagens favoritas! :/

Autor(a): Paula Pimenta
Editora: Gutenberg (Autêntica)
Ano: 2010 (Brasil)
Págs: 419
Coleção: Fazendo meu filme, #3

Um comentário:

  1. Amei a resenha! Ainda não li o livro descobri a serie a pouco tempo (estou muitoooo desatualizada)
    mais agora depois dessa resenha maravilhosa vou ser obrigada a ficar descontrolada procurando ele!
    bjs!

    ResponderExcluir

Comente aqui o que achou da postagem. Não seja tímido, pode falar o que vier a cabeça (desde que não seja coisas, você sabe, idiotas, racistas, etc).
Aproveite.