[Resenha] O Começo de Tudo, de Robyn Schneider


Quando eu li, pela primeira vez, a sinopse de O começo de tudo, eu já gostei bastante do livro. Adoro livros que, apesar de não terem nada sobrenatural ou mágico, ainda conseguem nos passar tantas sensações e sentimentos, com uma leitura leve, mas que nos faz refletir sobre um monte de coisas, e esse livro definitivamente causou tudo isso em mim.

A história fala sobre Ezra Faulkner (impossível não lembrar de Pretty Little Liars, gente), um ex-menino popular, que tinha tudo para ser o cara do colégio em que estuda, até sofrer um acidente e, com isso, ver toda a sua vida virar de ponta cabeça. É nesse momento em que ele tem a oportunidade de se questionar se seus amigos são realmente verdadeiros e observar como as coisas funcionam, de fato, no colegial.

Vou confessar que eu não fui muito com a cara do Ezra no início. Ele é o tipo de cara que você sabe que gosta, que simpatiza, mas sempre faz alguma burrada e você fica "Por que eu gosto dele mesmo?!". Um dos maiores problemas do Ezra é notar todas as coisas erradas que acontecem ao redor dele e, ao invés de se abster, como sempre fez, tomar alguma atitude. É bem notável a evolução dele, e nesse sentido, tem uma personagem que é fundamental: nossa (não tão) querida Cassidy Thorpe.

Cassidy é a aluna nova no colégio de Ezra e há uma aura enorme de mistério ao redor, no melhor estilo Margo de Cidades de Papel, aliás, eu as achei bem parecidas na personalidade: inconstante, mas intensa. Nós pouco sabemos de Cassidy no decorrer da história, porque a autora vai soltando aos poucos as pistas para depois constatarmos que, no livro como um todo, Cassidy não era a peça principal, e sim as mudanças em Ezra.

Além dos dois, os coadjuvantes também são incríveis, como o amigo de Ezra, Toby, que é daqueles que você queria ser amiga de verdade na vida real, além de toda a turma deles ser extremamente diferente, engraçada e... Ai, como eu queria que eles estudassem na minha escola! Além do que, os debates que eles participavam pareciam ser o máximo!

O começo de tudo é um livro que tem aquela habilidade de falar de coisas sérias para e sobre adolescentes com uma facilidade absurda, sem no entanto se tornar raso ou deixar o lado cômico de lado. Além disso, a narrativa é muito gostosa, tornando a leitura rápida e divertida. No final do livro, não pude deixar de pensar que uma adaptação desse livro, se bem feita, poderia se tornar um excelente filme (cheguei até a pensar no elenco, gente...).

Após essa leitura, só tenho um questionamento: quando leremos mais livros dessa Robyn? Porque agora ela se tornou uma das minhas autoras para se prestar atenção.


Autor(a): Robyn Schneider
Editora: Novo Conceito
Ano: 2014
Páginas: 288
Nome original: -The Beginning of Everything
Coleção: -

0 viajantes:

Postar um comentário

Comente aqui o que achou da postagem. Não seja tímido, pode falar o que vier a cabeça (desde que não seja coisas, você sabe, idiotas, racistas, etc).
Aproveite.