[Resenha] Garota Exemplar, de Gillian Flynn


No final do ano passado, um verdadeiro burburinho começou a se formar ao redor de mais uma adaptação cinematográfica de um best-seller: Garota Exemplar. Eu que já tinha visto o livro nas livrarias mas nunca realmente me interessei, não fazia parte dessa comoção, até ouvir muitos, muitos (mesmo!) elogios sobre o filme e fiquei bem curiosa, indo vê-lo logo que possível. E gente. Por que, eu pensei comigo mesma, me privei de um filme tão bom? Atuações ótimas, uma fotografia muito boa mas, principalmente, um roteiro maravilhoso. E eu sabia que isso estava intimamente ligado ao fato de que o livro, provavelmente, era bom também.

Então, quando o livro chegou em minhas mãos, o que eu fiz? Li tudo o mais rápido possível. E realmente, é um livro muito bom. A maneira como a Gillian Flynn narra os acontecimentos, intercalando o passado com o presente, nos deixa sempre sedentos para saber mais sobre a história, mesmo eu que já tinha visto o filme, que é sim uma adaptação muito boa da história. A maneira como ela constrói com pequenos comportamentos e falas os personagens, criando uma imagem – que pode ser tão falsa quanto verdadeira – na nossa cabeça foi uma ideia genial.

Além disso, a forma como a história se desenvolve me agradou muito. Vamos conhecendo aos poucos, mas a fundo, os dois protagonistas: Amy e Nick Dunne, um casal que apesar de parecer perfeito, tem várias rachaduras no relacionamento. É legal que Gillian cria um suspense muito interessante justamente por causa desses dois personagens: antes de tudo, eles são humanos, fadados a erros e acertos, comportamentos bons e maus.

E esse toque de realidade é presente em todo o livro, mesmo que na teoria os acontecimentos sejam incomuns, ainda são pessoas comuns que estão lá no meio. Vários outros protagonistas me agradaram, como a irmã de Nick, e conhecer o passado tanto dele quanto de Amy é fundamental para juntar as peças do quebra-cabeças.

Comentar sobre esse livro é bem difícil, porque além de ter se tornado um queridinho para mim, ele é um thriller, então mesmo pouca informação pode ser informação demais. Espero de coração que vocês que leem essa resenha entendam e deem, então, uma chance para esse livro e sua autora conquistá-los.

5 garotas exemplares desaparecidas

Autor(a): Gilian Flynn
Editora: Intrínseca
Ano: 2014
Páginas: 448
Nome original: Gone Girl
Coleção: -

2 comentários:

  1. Oi, Isabella! Eu adoro o filme, já assisti bem umas três vezes só para assimilar os acontecimentos por motivos de... mindblow! A cada vez que assisto, encontro detalhes e informações que me passaram batido. Eu moooorro de vontade de ler o livro há muito muito tempo, porque eu obriguei uma amiga a ler comigo, mas aconteceu que ela leu e eu dei pra trás, e dela só me veio elogios sobre o livro! Só que eu tenho mesmo negligenciado o livro, confesso. Tenho um sério problema ao assistir filmes antes de livros, eu sempre desanimo com os livros. Sempre. Mas, de qualquer forma, o livro parece muito melhor do jeito que você falou na resenha. Vou ter que ler isso logoooo!!

    Beijos.
    http://tempestade-de-estrelas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, o filme é MUITO bom! Amei da primeira vez que vi e sério, é um dos que eu mais gostei do ano passado. O bom do livro é que se vc curte pegar os detalhes, ele te ajuda a entender melhor como é o passado de Amy e de Nick e fica bem interessante de acompanhar. Leia simmm!
      Bjs!

      Excluir

Comente aqui o que achou da postagem. Não seja tímido, pode falar o que vier a cabeça (desde que não seja coisas, você sabe, idiotas, racistas, etc).
Aproveite.