[Resenha] Guardians #2, de Luciane Rangel (book tour)


Vocês bem sabem como eu me surpreendi e amei o primeiro livro dessa série, que eu não tinha nenhuma expectativa, mas me deixou apaixonada pela escrita da Luciane! Desde então, eu, que infelizmente ainda não pude comprar nenhum dos três livros, fico doida por uma book tour do segundo livro, e, aliás, já estava em uma, porém, com muitos entraves, que finalmente foram resolvidos (recentemente) e, ainda bem, consegui ler Guardians #2 pra pôr minha opinião aqui pra vocês ;)

A história continua onde o primeiro livro parou, com o grande choque de que Anne não é, aparentemente, um dos novos guardiães. Eu nunca acreditei muito nisso, tinha certeza que ela era especial, apesar de achá-la um saco! Ok, ela pode ser meiga, mas pra mim, é simplesmente dependente demais, bobinha demais, sem experiência, sabe? Claro que isso não me impediu de sentir pena dela quando coisas ruins aconteciam, mas não é uma das minhas personagens cuja história eu mais gosto... Felizmente ou não, há muito pano pra essa manga, então pode ser que no final das contas, Anne se torne uma personagem muito interessante- é sem dúvida pelo o que eu torço!

doze personagens "principais", além dos outros que não são guardiães, e obviamente é difícil criar alguma conexão entre o leitor e o personagem, pois não há muito tempo para criar uma história mais profunda, porém Luciane realmente me prendeu com alguns deles. Pra começar, meu casal favorito (e, pelo que sei, o de muitos leitores também): Shermmie e Sniper! Já sou apaixonada por eles antes mesmo de estarem juntos - afinal, quem não ama ver dois personagens que, obviamente, se gostam, se provocando e tal? Há tantos exemplos disso nos livros, nas séries, nos filmes, que é bem óbvio que é alguma coisa que nós, seja qual papel estejamos desempenhando, gostamos. Se for bem elaborado, o que é feito em Guardians. Eu gostei da escolha da Luciane em não "apressar" o romance entre os dois, deixando para o segundo livro, pois isso não deixou o mesmo cansativo e criou mais oportunidades de "arrumar" o solo para um futuro romance. Eu amei as cenas dos dois, os diálogos são ótimos, e, quando finalmente, ficaram juntos, eu certamente fiz "awn". O mais legal é que nenhum dos dois se transformou em outra coisa do nada, porque começaram a namorar. Continuam os mesmos "orgulhosos" de sempre.

Agora, dois personagens que acabaram ficando no meu coração que eu não esperava: Mic e Maurício. Eu até curtia a história deles - e da Marie, claro - no primeiro livro, mas não era nada que me marcasse de verdade; porém, nessa continuação, é impossível não ter sentimentos meio loucos e contraditórios, assim como os personagens. Eu torço demais para que esses três sejam muito felizes (apesar que eu não curto muito a "fofura" da Marie, pra mim é perfeição demais, mas mesmo assim, ela é boa), porém simplesmente eu não consigo ver uma resolução para a confusão que estão metidos! HAHAHA, realmente espero que a Luciane não peque no fechamento desse plot, porque sem dúvida é um dos mais interessantes do livro, além do que, nunca li nada do tipo em outros livros.

Ah, uma personagem que me irritou? Sophie! Ok, eu sei como ela sofreu, como ela lutou, mas cada vez que ela desprezava a Hikari ou a Anne, eu morria de dó delas e ficava inconformada com a Sophie. Ela é uma daquelas personagens que eu tinha vontade de dar um berro, porque suas decisões eram típicas daquelas pessoas que só querem se proteger e proteger os outros, porém no final das contas, todos acabam saindo machucados. Porém, no final do livro, eu já a entendia melhor, além de que sua conduta melhorou... E sim, é outra personagem que acabei ficando triste por, afinal, tanta coisa ruim acontece com ela! É até difícil de acreditar que, em questão de páginas, tanta coisa aconteceu! É como o final da season finale de uma série, quando acontece uma série de acontecimentos que criam um gancho enorme para, no caso, o próximo e último livro.

Enfim, o livro me despertou muitos sentimentos, e é assim mesmo que eu gosto. Só não dei a nota máxima porque nesse eu achei que houve um pequeno "desequilíbrio" nas partes de cada um dos personagens, alguns acabaram ganhando um bom destaque, enquanto outros ficaram meio "apagados". Mesmo assim, consegui ver um pouquinho de cada um desses amados personagens, então, o livro vale sim muito a pena. Envolve emoção, amor, aventura, e diversas outras coisas! É, certamente, um livro que vai te fazer ter fortes sensações. Porém, em alguns momentos, achei que a história foi meio lenta, não sei se propositalmente ou não, mas o caso foi que isso fez com que eu desanimasse um pouco (no começo do livro), porém, logo ele pega o ritmo novamente e volta a ser divertido, como é a marca da escrita da Luciane.

Uma menção, claro, à Ana Paula Coelho: amei os desenhos! Eles refletem bem demais como os personagens são, na verdade eu os imagino exatamente como ela desenha. Ela tem muito talento e, nas cenas em que há um desenho, faz com que o acontecimento fique ainda mais vivo em nossa imaginação.

Parabéns, então, a ambas, pelo ótimo livro. Com esse final, estou realmente necessitando do terceiro livro - que tal, assim que acabar a book tour do segundo, uma do terceiro? \o/

 
(Quatro estrelas)


Autor(a): Luciane Rangel (ilustrações de Ana Claudia Coelho)
Editora: Lexia
Ano: 2011 (Original - Brasil)
Páginas: 392 (Brasil)
Nome original: -
Coleção: Guardians

Um comentário:

  1. Isa, to super feliz por você ter curtido a continuação de Guardians! E ameeeei a sua resenha! =)
    Obrigada, querida!!
    Muitos beijos! ^^

    ResponderExcluir

Comente aqui o que achou da postagem. Não seja tímido, pode falar o que vier a cabeça (desde que não seja coisas, você sabe, idiotas, racistas, etc).
Aproveite.